top of page

'Play de ouro' chega ao mercado fonográfico para certificar o consumo de discos na era digital




♪ Nos tempos em que o LP era a mídia preferencial do mercado fonográfico, a Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD) criou o Disco de ouro, premiação conferida aos artistas que vendiam 100 mil cópias de um álbum.


Esse prêmio, que também vigorou na era do CD, podia virar Disco de platina se o artista vendesse 250 mil cópias ou o mais raro Disco de diamante, dado aos medalhões cujos álbuns atingiam a cifra de um milhão de cópias vendidas.

Como o Disco de ouro perdeu o sentido na era do consumo de música em plataformas digitais, a Associação Brasileira de Música Independente (ABMI) criou o Play de ouro. Anunciado pela instituição em 2022, o Play de ouro será lançado oficialmente na 10ª edição da Rio Music Market, evento virtual que reunirá profissionais do mundo da música entre 31 de janeiro e 2 de fevereiro com direito a um encerramento presencial em 3 de fevereiro no Teatro B32, na cidade de São Paulo (SP), em cerimônia que terá a entrega do Play de ouro aos artistas que fizeram jus à certificação.

A propósito, o Play de ouro está dividido em cinco certificações (Prata, Ouro, Platina, Safira, Diamante) baseadas nos formatos de streams de áudio, downloads e streams de vídeos.

A certificação é conferida a singles e álbuns. Singles são discos de uma a três faixas. Para efeitos de certificação, EPs com quatro ou mais faixas são considerados álbuns.


ความคิดเห็น


bottom of page